INSS faz mutirão sábado em Irajá para atender benefício de auxílio-doença

Serão 65 vagas para o primeiro dia de atendimento e 50 no segundo

Por O Dia

Rio - Os segurados do INSS prejudicados pela greve dos médicos-peritos da Previdência, que durou 165 dias, serão atendidos nos dias 9 e 16, dois sábados seguidos, na Agência da Previdência Social (APS) do INSS Avenida Brasil, localizada na Av. Brasil, 17.673, em Irajá, na Zona Norte do Rio. "Nosso objetivo é reduzir o tempo de espera dos atendimentos relacionados aos serviços de perícia médica e a reposição das horas não trabalhadas pelos médicos-peritos do INSS devido ao período de greve", informou Alexandre Maia, gerente-executivo da Gerência Norte, responsável pela agência. 

A Gerência Norte, que tem postos em Santa Cruz, Campo Grande, Irajá, Bangu, Ramos, Ilha, Realengo e Olaria, tem em seu quadro 48 médicos-peritos, deste total, cinco trabalharão nos dois sábados em Irajá para agilizar as concessões de auxílio-doença, perícia inicial, pedido de prorrogação e pedido de reconsideração do benefício, informou.

Serão 65 vagas para o primeiro dia de atendimento e 50 no segundo. Os trabalhos terão início às 8h e os agendamentos serão realizados pela central 135 ou pela internet."Há pessoas que estão de licença e precisam da prorrogação do benefício porque ainda não se encontram condições de trabalhar e não conseguiram fazer o agendamento. Com a abertura de novas agendas esse tipo de segurado, por exemplo, será atendido", informou. Maia informou que o tempo médio de espera para atendimento está em torno de 60 dias e afirmou que, à medida que mais médicos entrarem no sistema de reposição aos sábados, a ação será estendida aos demais postos da Gerência Norte.

Últimas de Economia