Sucesso nos Negócios: Empreender requer planejamento

Mercado de cerveja artesanal apresenta crescimento e atrai a atenção de empreendedores

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - O mercado de cerveja no Brasil movimenta R$ 74 bilhões por ano e responde por 1,6% do PIB nacional, segundo pesquisa da FGV para a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja. De olho nas oportunidades, muitos empreendedores optam por franquias de marcas consagradas e outros apostam na produção artesanal. Mas é preciso ter atenção para legalizar a planta da fábrica que deve cumprir as exigências do Ministério da Agricultura.

PERGUNTA E RESPOSTA

“Estou produzindo cerveja com três amigos e fazemos o maior sucesso. Agora penso em empreender. O que devo levar em conta?”, William Figueiredo, Petrópolis

Prezado William, no seu caso o importante é definir o modelo e o plano de negócios. Já existe marca? Já está registrada no INPI? Para comercializar a cerveja, você precisará legalizar o produto, que pode ser feito de duas formas: ou pela implantação de indústria de produção, reconhecida pelo Ministério da Agricultura e Pecuária, ou pela produção na planta de terceiros já legalizada.

Essa é uma boa opção para quem inicia e precisa trabalhar a marca e fidelizar clientes sem gastar muito. Depois, com a consolidação da bebida no mercado, pode-se fazer estudo de viabilidade técnica e econômica para investir numa planta de produção porque o alto custo já se justifica.

Como já tem sua receita, o produto sairá da fábrica com sua marca e você atuará como um distribuidor. O registro é de quem tem a planta onde a cerveja será produzida. Você é o responsável pelo negócio mas o produto terá o registro daquela indústria e cada garrafa ganhará um sufixo com o número da planta. É interessante buscar uma consultoria nesta fase inicial para identificar e definir o modelo de negócio, fazer o planejamento e optar pela melhor forma de tributação do produto.

O Sebrae/RJ pode ajudar com consultorias individualizadas, com orientações para legalizar plantas, elaborar o plano de negócios e o estudo de viabilidade técnica e econômica. Se precisar, entre em contato com a nossa Central de Relacionamento pelo 0800 570 0800 e agende uma visita.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia