Dólar sobe após votação do impeachment na Câmara

Moeda americana inverteu tendência e passou a ser cotada em quase R$ 3,60 por forte movimentação do Banco Central

Por O Dia

Rio - O dólar comercial abriu nesta segunda-feira em baixa um dia após a Câmara dos Deputados concluir o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, que agora será analisado pelo Senado. No entanto, uma intervenção do Banco Central  fez com que a moeda americana invertesse a tendência e passou a ser cotada em cerca de R$ 3,60.

A movimentação do Banco Central diz respeito a um leilão de swap cambial reverso, que equivale à compra de dólar no mercado futuro. com valorização de 2,10% em relação a sexta-feira. Às 9h10, a moeda era cotada R$ 3,598. 

A moeda norte-americana chegou a recuar 1,48 %, a R$ 3,4719, logo após a abertura dos negócios, mas a queda foi perdendo força ao longo da primeira hora do pregão.

O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, abriu com queda de 0,02 %, com 53.215 pontos. Na sexta-feira, encerrou com alta de 1,56%, aos 53.227 pontos.

Petróleo 

No exterior, o petróleo caía mais de 4% instantes atrás, trazendo cautela aos mercados, com bolsas em leve baixa na Europa e futuros de Nova York. Os preços da commodity ainda ecoam a falta de acordo para congelar a produção da commodity, durante reunião ontem em Doha, capital do Catar.

No horário acima, petróleo WTI para maio caía 3,33% na Nymex, a US 40,32 por barril, enquanto o Brent para junho negociado na ICE recuava 3,23%, a US$ 41,67 por barril.

Últimas de Economia