Gilberto Braga: Em época de crise, amo, não nego, mas o presente...

Ninguém tem dúvidas de que será uma das comemorações das mais magras dos últimos anos

Por O Dia

Rio - Dia das Mães chegando e a crise mordendo os calcanhares das familiares. Ninguém tem dúvidas de que será uma das comemorações das mais magras dos últimos anos para os brasileiros. Trata-se de segunda mais importante data do comércio, depois do Natal, e o desânimo é contagiante. Nem os shoppings centers estão apostando muito em propagandas e promoções.

Para tentar aliviar um pouco o seu bolso, seguem cinco sugestões para o próximo domingo: a primeira é um churrasco de domingo. Um rodízio em churrascaria sai entre R$ 70 a R$ 100 por pessoa com bebidas. Uma família de cinco pessoas gasta R$500 no restaurante, mas se fizer em casa gasta cerca de R$ 200 e economiza R$300.

A segunda sugestão é um arranjo de flores que custa de R$ 70 a R$ 150 nas floriculturas de bairro. Indo na Cadeg, o mesmo arranjo sai por entre R$ 25 a R$ 40. Há ainda a opção da compra de orquídeas em alguns supermercados a R$ 25, enquanto na loja a flor não sai por menos de R$ 75. A economia é de pelo menos R$ 50.

Há opção de também comprar uma cesta de café da manhã que sai , em média, entre R$ 100 e R$ 180, variando de acordo com os ingredientes. Se você de dispuser em ir ao Centro e comprar a cesta de vime montar a sua, ela sai pela metade do preço, com um economia de R$ 50 a R$ 90.

A quarta opção pode ser para as mamães que curtem roupas. Pode-se trocar as marcas de grife pelas lojas do Saara. Agora para quem está completamente liso, sem dinheiro nenhum, vale montar um filme nas redes sociais, colocando fotos marcantes da família, que só exigem disposição e criatividade.

Últimas de Economia