Por felipe.martins

Brasília e São Paulo - A decisão do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), de anular o processo de impeachment da presidente Dilma na Casa gerou forte reação no mercado. O dólar chegou a disparar 4,82%, refletindo o sobressalto dos investidores diante da possibilidade de o processo sofrer revés. No entanto, a percepção de que a medida teria poucas chances de se sustentar acalmou os ânimos ao longo do dia. Ainda assim, a moeda fechou em alta de 0,63%, cotada a R$ 3,5249 à vista.

O movimento também foi agitado na Bolsa de Valores (Bovespa) que chegou a cair 3,50% pela manhã, antes de fechar em baixa de 1,41%, aos 50.990,06 pontos. A notícia inesperada vindo da Câmara fez disparar ordens de venda em toda a bolsa, mas principalmente nas ações de Petrobras e Vale, que chegaram a cair mais de 10%.

Você pode gostar