Exército abre concurso para mais de 1.200 vagas

Oportunidades são para Escola de Sargentos, área de Saúde e de Música

Por O Dia

Rio - O Exército abriu inscrições para o concurso público da Escola de Sargentos das Armas (EsSA). São 1.205 vagas nos Cursos de Formação de Sargentos na área Combatente/Logística-Técnica/Aviação, área da Saúde e também na área de Música, para ingresso em 2017.

As oportunidades estão divididas em 1.070 vagas para a área de Combatente Logística-Técnica e Aviação, sendo mil para candidatos do sexo masculino e 70 vagas para candidatas do sexo feminino nos cursos de Cavalaria, Artilharia, Engenharia, Comunicações, Intendência, Topografia, Material Bélico (Armamento, Mecânico Operador), Manutenção de Comunicações e Aviação — Manutenção.

Há ainda 70 oportunidades para sargentos músicos nos instrumentos de clarineta, fagote em dó/contra-fagote em dó, flauta em dó/flautim em dó, oboé em dó/corne-inglês, saxhorne, saxofone, tuba, trombone tenor/trombone baixo, trompa e trompete/cornetim/flueghorne; além das 65 vagas na área da Saúde para curso de Técnico em Enfermagem, que exige Nível Médio e curso técnico na área.

Leonardo Rangel Motta%2C 27 anos%2C da Academia do Concurso%2C se prepara para o certame há um ano Divulgação

Para participar da seleção, os candidatos devem ter Nível Médio concluído até o fim do ano de 2017, e possuir, no mínimo, 17 e, no máximo, 24 anos de idade, sendo que, para as áreas de Saúde e Música a idade máxima permitida será de 26 anos (até o término do ano da matrícula).

Os candidatos devem ser do sexo masculino, exceto para concorrer na área da Saúde, onde há vagas para ambos os sexos. Além disso, precisam medir, no mínimo, 1,60m de altura se do sexo masculino ou 1,55m se do sexo feminino e não ser oficial ou aspirante-a-oficial na ativa das Forças Armadas ou das Forças Auxiliares.

Os candidatos podem se inscrever pelo www.esa.ensino.eb.br até o dia 4 de julho deste ano. No ato da inscrição os candidatos devem escolher a cidade onde preferem fazer as provas objetivas da seleção. A taxa de inscrição é de R$ 70.

Para o professor de Matemática e oficial da Reserva da Marinha, Nelson Vargas, é preciso ter muita disciplina ao estudar para o concurso das Forças Armadas. “Como o conteúdo é extenso, é necessário que os estudos comecem o quanto antes e se estabeleçam horários para abordar cada assunto. Para ser aprovado em concurso público é necessário disciplina para estudar”, diz.

“É muito importante para o concurseiro entender que a área de Exatas precisa ser levada mais a sério”, afirma Leonardo Rangel Motta, 27 anos, da Academia do Concurso, que se prepara para o certame há um ano.

Últimas de Economia