Temer vai insistir na idade mínima para concessão de aposentadorias

Proposta seguirá para o Congresso em julho

Por O Dia

Rio - O governo interino do presidente Michel Temer vai insistir na implementação da idade mínima para concessão de aposentadorias do INSS e de servidores públicos. Nesta segunda-feira em reunião com representantes de centrais sindicais, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, informou que as propostas apresentadas pelos sindicalistas não são suficientes para resolver os problemas da Previdência no país.

Nesta segunda-feira%2C o governo considerou insuficientes as propostas das centraisABr

As centrais sugeriram ao governo “corrigir erros do passado”, como vender imóveis subutilizados do INSS e promover programas de refinanciamento de dívidas para diminuir o passivo. Também propuseram aumentar a fiscalização, assim como rever desonerações com filantropia e folhas de pagamento, além de regulamentar jogos de azar

“O que foi proposto não cobrirá o buraco ”, disse Padilha. De acordo com João Batista Inocentini, presidente licenciado do Sindicato dos Aposentados, da Força Sindical, o governo apresentará propostas de reforma da Previdência em nova reunião dia 23. Já Padilha disse que as medidas serão encaminhadas ao Congresso até o fim de julho. O texto não foi finalizado e deve ser enviado antes da votação do impeachment da presidente Dilma.

Últimas de Economia