Jaguar Land Rover inaugura fábrica em Itatiaia

A unidade custou R$ 750 milhões e gerou 400 empregos diretos

Por O Dia

Rio - A Jaguar Land Rover inaugurou nesta terça-feira em Itatiaia a primeira fábrica própria fora da Grã-Bretanha. A unidade custou R$ 750 milhões e gerou 400 empregos diretos, para produzir dois modelos de SUVs, carroceria que é a maior vocação da marca. Com a fábrica também foi aberto o primeiro Centro Educacional da empresa fora da matriz.

A empresa apresentou a linha de produção dos Utilitários Esportivos Range Rover Evoque, entre eles o novo Land Rover Discovery Sport. Os dois são responsáveis pela liderança da marca entre os SUVs premium, embora o mercado, no Brasil, seja pequeno e corresponde a 2,5% do setor. Em outros países, a procura pelo chega a 10%.

Mas a marca, que está há 25 anos por aqui e já montou o jipe Defender, aposta na liderança e quer manter a presença na América do Sul. Sob os auspícios do Inovar Auto a Land Rover está montando seus modelos, inicialmente a gasolina, na planta de Itatiaia, com conteúdo local.

A nova unidade custou R%24 750 milhões e gerou 400 empregos diretosDivulgação

A nacionalização chegou a bancos, chassi, sistema de escapamento e finalização do conjunto motor. A empresa investe ainda na formação e qualificação de fornecedores locais para elevar índices de participação com peças nacionais, maneira de contornar custos e variações cambiais indesejáveis.

No discurso de abertura, Wolfgang Stadler, diretor-executivo de manufatura global, afirmou: “A abertura de novas instalações de alta tecnologia da Jaguar Land Rover no Brasil representa o mais recente e emocionante marco na nossa expansão global”.

Como em outras unidades fabris modernas, a JLR aposta na responsabilidade ambiental e social e investe em formação e escolaridade no municípios de Itatiaia e Resende, o último que até agora vivia de pequenos incentivos ao turismo, por conta do primeiro Parque Nacional estabelecido no país. Os programas de educação já chegam a 100 alunos que são motivados a trabalhar na empresa. Doze deles já foram contratados. (Leia amanhã mais informações no Automania).

Últimas de Economia