Contratos de aluguel vão ter correção de 12,21% em julho

Preços de produtos agropecuários pressionaram o IGP-M este mês

Por O Dia

Rio - Os contratos de aluguel de imóveis que vencem em julho terão reajuste de 12,21%. Isso porque o IGP-M, índice usado como referência para a correção dos valores da maioria dos acordos entre proprietários e inquilinos mais que dobrou este mês em relação a maio no acumulado em 12 meses, segundo Fundação Getulio Vargas (FGV). Em junho, a inflação avançou para 1,69%, ante 0,82% em maio e 0,33% em abril.

Os preços dos produtos agropecuários pressionaram o indicador em junho. O maior responsável pelo aumento foi o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral. O índice saltou de 0,98% em maio para 2,21% neste mês pressionado pelo subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de 2,3% a 9,96%.

O grupo saúde e cuidados pessoais foi a principal contribuição para a desaceleração do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) em junho. O índice, com peso de 30% no índice geral, teve variação de 0,33% em junho, ante 0,65% em maio. Saúde e cuidados pessoais avançou 0,67% em junho, após ter alta de 2,21% em maio. Alimentos (de 0,77% para 0,12%), despesas diversas (de 2,44% em maio para 1,48%), transportes (-0,13% para -0,26%) e comunicação (de 0,29% para 0,13%) contribuíram para a desaceleração do IPC em junho. Já o INCC teve alta de 1,52% em junho, contra 0,19% em maio.

Últimas de Economia