Marcos Diaz: O Dia C em todo o Estado do Rio

Unir talentos e trabalhar para empreender, para crescer conjuntamente e mudar para melhor a vida de milhões de pessoas

Por O Dia

Rio - Ações que constroem e transformam vidas. Esta frase mostra claramente o que propõe o cooperativismo e, por isso, foi escolhida como o lema do Dia de Cooperar — Dia C 2016, campanha de responsabilidade social que reflete o propósito de cooperativas espalhadas por todo o país. Afinal, assim é a essência de uma sociedade cooperativista. Unir talentos e trabalhar para empreender, para crescer conjuntamente e mudar para melhor a vida de milhões de pessoas.

A cada edição, o projeto se fortalece. Este ano a celebração aqui no Rio de Janeiro será na Praça Saens Peña, na Tijuca, sábado. A campanha, no entanto, dura o ano inteiro e a ideia é atrair mais cooperativas, voluntários e parceiros, construindo uma corrente que beneficia todo o país.

E com tamanha integração, nosso objetivo é justamente promover a intercooperação entre os voluntários e, a partir dessas ações muito bem estruturadas, ajudar a mudar, de fato, contextos de desigualdade e exclusão em diferentes comunidades. E vale ressaltar — a campanha deste ano faz alusão a uma colmeia como parte da identidade visual, resumindo bem a proposta da iniciativa — de gerar, a partir da cooperação do trabalho coletivo, uma verdadeira transformação social. O Dia de Cooperar é, com certeza, uma ferramenta para disseminar os diferenciais do cooperativismo e torná-lo conhecido e admirado por cada vez mais pessoas.

Nas primeiras edições do Dia C, conseguimos difundir uma mensagem-chave: a importância da cooperação. Em 2015, no Estado do Rio de Janeiro, tivemos 37 projetos que beneficiaram mais de 26 mil pessoas, num total de 20 municípios. A ideia é que o programa ganhe dimensões que superem todas as expectativas. Afinal, o Dia C deve estar em todo o Rio de Janeiro. E mais, vamos fazer isso contribuindo também para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma nova agenda da Organização das Nações Unidas (ONU) composta por 17 propósitos que devem ser concretizados até 2030 para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

Marcos Diaz é presidente do Sistema OCB/RJ


Últimas de Economia