Gilberto Braga: Olimpíada gera riqueza para o Rio

Sou um dos que torcem muito a favor, para que tudo dê certo, mas sou crítico dos erros

Por O Dia

Rio - O clima olímpico está em todo o Rio, isso é inegável. Para o bem dos entusiasmados e para o mal dos que abominam o evento. Ninguém consegue ficar à margem da Rio 2016, até porque o feriado de hoje está aí mesmo para ninguém passar imune. Sou um dos que torcem muito a favor, para que tudo dê certo, mas sou crítico dos erros. Por exemplo, o tal esquema de trânsito minuciosamente planejado por 7 anos é um fracasso.

A lógica foi o de fazer à “Família Olímpica” andar e deixar o resto dos cariocas se danarem. Para quem mora na grande Barra da Tijuca e Recreio ou usa a Linha Amarela está um caos. Com relação à despoluição da Baía de Guanabara, mais uma vez, contaram história da Carochinha.

Mas o importante é olhar para frente, para o futuro, avaliar o tal legado que fica para a cidade. Nesse particular a Olimpíada já cumpriu sua missão, as obras que finalmente saíram do papel não aconteceriam se não fosse a Rio 2016.

Lembro da revitalização de áreas degradadas, como a do Porto; a criação de áreas de lazer como o Parque Madureira; a revalorização do Centro, com a nova Praça Mauá; os Museus do Amanhã e o MAR; o VLT; o boulevard da Cinelândia; a Linha 4 do Metrô; o novo Viaduto do Joá.

Análise de Olimpíadas em outras cidades comprova que o momento da competição é vitrine que funciona como ponto de partida. Se conseguirmos demonstrar capacidade de fazer um evento bem-sucedido, o efeito repercutirá por vários anos. Não se trata só do turismo, mas da afirmação da cidade e do país com lugar viável, organizado.

Isso atrai turistas, mas principalmente novos negócios, investimentos, empregos e leque de todos os tipos de novas oportunidades. Talvez se a escolha da cidade sede tivesse sido alguns anos depois, o Rio não fosse escolhido para os Jogos de 2016, devido aos percalços que nossa economia mergulhou.

Só que não foi assim e os efeitos positivos são comprovados com estatísticas. Os indicadores mostram que a qualidade de vida e a renda na cidade melhorou mais do que nas outras capitais. É hora de torcer a favor, para que a cidade suba no pódio e ganhe medalhas de ouro.

Últimas de Economia