Bancários da Caixa Econômica encerram greve após 32 dias

Funcionários voltarão a trabalhar na próxima segunda-feira. Bancos privados e Banco do Brasil também já encerraram paralisação

Por O Dia

Rio - Os funcionários da Caixa Econômica Federal do Rio de Janeiro encerraram a greve, na noite desta sexta-feira, após 32 dias. As atividades serão normalizadas a partir da próxima segunda-feira. Eles tinham se colocado contra a aceitação da proposta de Acordo Aditivo. Para eles, a medida não contemplava a revogação integral da RH184, que retira direitos e extingue funções.

O Banco do Brasil e os bancos privados já tinham decidido retornar ao trabalho nesta quinta-feira. Eles aceitaram reajuste de 8%, mais abono salarial de R$ 3,5 mil, correção de 15% no vale alimentação, de 10% no vale refeição e sobre o auxílio creche-babá, oferecidos pela Federação Nacional dos Bancos (Febraban). 

O acordo foi considerado condizente com a realidade do país pela presidente do Sindicato dos Bancários do Rio, Adriana Nalesso. “Não é o melhor acordo do mundo, mas diante das conjunturas política e econômica atuais, é um avanço”, avalia.

Entre as conquistas da categoria após o embate está a garantia para 2017, do reajuste salarial tendo como base a reposição da inflação pelo INPC, mais 1% de aumento real e abono total dos dias parados para trabalhadores.



Últimas de Economia