Empresas apostam em estagiários

CIEE e Nube oferecem mais de mil vagas para estudantes no estado do Rio de Janeiro

Por O Dia

Rio - É no estágio que a vida profissional do estudante começa. E, mesmo em meio à crise, as empresas continuam investindo na contratação de estagiários. Só no Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), instituição filantrópica que já insere jovens no mercado há 50 anos, são mais de mil vagas em diversas áreas em todo o Estado do Rio. O Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) tem em seu cadastro mais de 7.200 empresas clientes.

De acordo com o presidente do CIEE/Rio, Arnaldo Niskier, cerca de 60% dos estagiários são efetivados após o fim do programa. “É mais vantajoso ter um profissional que já conhece a empresa do que fazer uma série de processos de seleção para buscar alguém que tenha o perfil da organização”, compara.

Cerca de 50% dos estagiários são efetivados após o fim do programa, de acordo com o CIEE/RioDivulgação

Michele Lica, 22 anos, selecionada pelo Nube para estagiar em Publicidade e Propaganda há seis meses, tem esse perfil. “Nunca tinha estagiado antes. Fico feliz de ter conseguido algo em minha área. Espero continuar aqui e aprender cada vez mais”, diz.

Assim como Michele, Isabela Dias, 24 anos, teve seu primeiro contato com a carreira ao estagiar no Instituto de Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Formada recentemente, a geógrafa conseguiu no CIEE a chance para dar o primeiro passo em sua carreira. “Aprendi coisas sobre cartografia e geoprocessanento que nunca aprendi na faculdade. Vi um outro mercado da geografia além da sala de aula”.

Para concorrer às vagas de estágio disponibilizadas pelo CIEE, o estudante deve ter idade a partir de 16 anos e estar regularmente matriculado no ensino médio ou superior. Não é necessário que o aluno possua Carteira de Trabalho. O cadastro é feito pelo site ciee.org.br. O candidato que deseja se cadastrar no Nube deverá entrar no site nube.com.br e preencher um cadastro de acordo com o nível de escolaridade, e acompanhar a divulgação dos programas de Jovem Aprendiz.

Últimas de Economia