Aumenta procura por melhor qualificação

Inscrições de alunos em MBAs quase triplicou na Universidade Veiga de Almeida neste ano

Por O Dia

Rio - A crise econômica e a onda de desemprego que atingem o país não estancaram a busca por qualificação no mercado de trabalho. Pelo contrário. Na Universidade Veiga de Almeida (UVA), por exemplo, a procura de alunos pelos cursos de Master in Business Administration, conhecidos pela sigla MBA, quase triplicou neste ano em comparação a 2015. Foram 2,7 mil novos inscritos. No ano passado, mil alunos buscaram qualificação na universidade.

Universidade Veiga de Almeida forma gestores em dois cursos específicosDivulgação

Carlos Kubrusly, vice-presidente acadêmico da Ilumno, mantenedora da UVA, atribui o fenômeno justamente à necessidade de qualificação profissional num cenário onde as oportunidades de emprego estão mais escassas. “A competição aumentou. As pessoas estão investindo na formação para ter condições de disputar vagas mais qualificadas. Num cenário onde há poucas vagas, a concorrência fica mais acirrada e o profissional tem que estar mais preparado para entrar num mercado de trabalho restrito”, analisa.

Outra novidade neste ano foi o retorno do ensino a distância. No mês passado, a UVA abriu vagas nessa modalidade nos cursos de Gerenciamento de Projetos e Gestão Empresarial. E já tem 400 novas vagas preenchidas nesse modelo de aprendizagem, em especializações com 12 meses de duração.

A maioria dos alunos são do Rio. Mas há um pequeno grupo de estudantes de Salvador, que fazem parte do mesmo curso em uma universidade baiana.
“Muitos dos alunos são oriundos de empresas com relacionamento mais próximo com a universidade. A flexibilidade do modelo a distância torna possível que pessoas que não conseguiam se adequar ao modelo tradicional de pós-graduação possam se especializar. E vamos abrir nova turma até o fim do ano. Estamos intensificando os cursos, com novas técnicas de ensino”, antecipa Kubrusly.

São cursos como um programa modular, alinhado ao que já é praticado por universidades estrangeiras, permitindo ao aluno cursar disciplinas em paralelo e por metodologias de aprendizagem diversificadas.

Últimas de Economia