Por thiago.antunes

Rio - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, informou ontem que o governo ainda vai concluir as contas sobre os R$50,9 bilhões arrecadados com a lei da repatriação para só então detalhar como e quando serão aplicados.

“Ainda estamos fechando as contas”, afirmou Meirelles, ao sair do ministério para solenidade no Comando da Aeronáutica em Brasília.

Na última terça-feira, em São Paulo, ele disse que do total arrecadado com a lei de repatriação, R$ 38,5 bilhões vão para o governo federal e o restante será dividido proporcionalmente entre estados e municípios, conforme previsto em lei.

O ministro acrescentou na ocasião que mais da metade dos R$ 38,5 bilhões da União serão usados para quitar restos a pagar deixados pelo governo anterior. Os valores também farão frente a possíveis frustrações de receita nos últimos dois meses do ano.

Meirelles recebeu a Comenda da Ordem do Mérito Aeronáutico em cerimônia fechada do gabinete do Comando da Aeronáutica.

Você pode gostar