Coletivo Carandaí 25 abre ‘temporada’ no Rio Sul

Iniciativa começa amanhã, reunindo novas coleções até janeiro

Por O Dia

Rio - A partir de amanhã, às 16h, o coletivo Carandaí 25 começa a exibir as novas coleções de 22 marcas reunidas pela estilista Tati Accioli, no Shopping Rio Sul, em Botafogo. A mostra vai se estender até 17 de janeiro de 2017, num espaço de mais de 350 metros quadrados, no terceiro piso do shopping. Além do lançamento dos produtos, o local ainda vai oferecer dicas de moda. Num espaço multiplataforma, os clientes também vão curtir show de blues, guloseimas, cerveja e café.

Empreendimento reúne 22 marcas%2C que vão ser oferecidas num espaço multiplataforma%2C com show de blues%2C guloseimas%2C cerveja e caféDivulgação

Na abertura do evento, aberto ao público, as marcas participantes vão lançar suas coleções de verão. O espaço vai contar com a presença da blogger Gabriela Pugliesi, para o lançamento do seu livro ‘A Vida é Mara’. Com quase 3 milhões de seguidores nas redes sociais, a rainha fitness brasileira dá dicas de autoajuda e de boa forma na obra.
O evento também terá como atração a consultora Renata Abranchs, dando orientações de moda. Ainda como parte da programação, o público vai assistir a um pocket show de blues com o músico Joel Ferreira e participar de uma ação com a marca de dermocosméticos Dermarge.

A temporada do Coletivo Carandaí 25 no shopping inclui, também, um spa da dermage, degustação de maquiagem com a Farmalife, lançamento do site da nutricionista Carol Stoffella e festas mensais para convidados ao som das carrapetas da DJ Mary Zander. “Toda semana, teremos uma atração. Os finais de semana serão animados ao som de DJs e músicos convidados”, garante Tati Accioli, idealizadora do roteiro.

A gerente de marketing do Rio Sul, Fabiana de Luna, acredita que o empreendimento é mais uma atração para o público do shopping. “O Rio Sul sempre esteve conectado com o que há de novo na moda carioca e tem ampliado a realização de ações que proporcionem novas experiências aos seus clientes”, analisa. 

Últimas de Economia