Por luana.benedito

Rio - "Welcome to Vancouver, Canadá (bem-vindos a Vancouver, em inglês). Aguardamos a visita de vocês. Vinicius, Renata, Bruno e Gabi", diz uma lembrancinha que simula uma passagem aérea. Foi assim, com uma mensagem em dois idiomas, que um casal de engenheiros anunciou a mudança do Brasil para o Canadá a amigos e parentes.

Renata Morand, de 43 anos, engenheira química. Marcus Vinicius Reis Dias, 45, engenheiro.Divulgação

Renata Morand e Marcus Vinicius Reis Dias embarcam neste domingo num voo que muda a perspectiva de futuro de toda a família. A ideia é alugar uma casa e voltar para buscar os filhos, de 11 e 8 anos, no fim do ano.

Uma história que simboliza a mudança de perfil entre os brasileiros em busca de uma nova vida em solo canadense. Há dois anos, esse tipo de viagem era feita por estudantes de 20 anos que queriam apenas ter uma experiência temporária. Agora, são famílias inteiras, dispostas a mudar de vida longe de um país em meio a uma crise econômica.

Antes, iam pra estudar três meses e trabalhar outros três meses. Público muito mais jovem. Por meio de programa de estudo, tem que ser programas de nível superior. Perfil mudou. Com a crise, buscam maneira de ir como residente permanente por meio de programa de migração. E busca saída do programa de estudo.

POR DENTRO

A consultoria Immi Canada cobra R$ 470 por uma consultoria de imigração, com análise completa do perfil das pessoas interessadas em se mudar.

Cerca de 40 mil brasileiros moram no Canadá, atraídos por uma política imigratória com opções para quem busca o visto. A agência já atendeu 3,6 mil clientes no país nos últimos quatro anos.

Você pode gostar