Saques do FGTS podem ser maiores que o previsto

Para instituto de trabalhadores, há divergência nos números do governo

Por O Dia

Rio - Para evitar surpresa na hora de fazer o saque da conta inativa do FGTS, o trabalhador precisa veridficar antes se há algum saldo a receber. O alerta é de Mario Avelino, presidente do Instituto Fundo Devido ao Trabalhador.

Antes de ir à Caixa para tentar sacar o saldo da conta inativa%2C trabalhador precisa conferir se tem direitoDivulgação

De acordo com ele, os saques das contas inativas serão de no máximo R$ 20,5 bilhões e não os R$ 30 bilhões divulgados pelo governo. E a medida pode beneficiar 20 milhões de pessoas e não os 10 milhões que o governo estima. 

Isso ocorre porque o cálculo, um pouco complicado, mostra que há divergência entre o que anunciou o governo e o levantamento feito pelo instituto. “O saldo médio das contas inativas é de R$ 206,83, ou seja, R$ 19.572.517.000 divididos por 94.632.068 contas”, informa. “Se considerarmos uma média de quatro contas inativas por trabalhador, isso significa que 23.658.017 trabalhadores poderão ser beneficiados com esta medida”, conta Avelino.

Segundo os cálculos do instituto, se dividir o número de contas inativas (94.632.068) por quatro o resultado será de 23.658.017 de trabalhadores. “Muito mais que os 10 milhões estimados pelo governo”, afirma.

“É importante, que o trabalhador verifique qual o saldo de suas contas inativas, pois pode ter a ingrata surpresa de não ter nenhum dinheiro em sua conta pelo fato da empresa em que trabalhou não ter feito nenhum depósito, ou ter depositado menos do que devia”, alerta.

Além dos canais da Caixa Econômica, quem quiser conferir o saldo pode acessar gratuitamente a página www.fundodevido.org.br do Instituto Fundo Devido ao Trabalhador. 

Consulta pela internet

A lei que regulamenta o FGTS é do ano de 1990, então as pessoas que começaram a trabalhar a partir dessa data têm direito ao benefício.

Embora só possa solicitar a liberação do saldo do FGTS a partir de fevereiro de 2017, o trabalhador já pode consultar o valor que tem depositado nas contas inativas no site da Caixa Econômica Federal: www.caixa.gov.br. Na página do FGTS: www.fgts.gov.br. Ou ainda pelo aplicativo do FGTS, disponível nas plataformas IOS/Android/WindowsFone e também pelos telefones: 0800 726 0207 / 0800 726 0101.

Para saber quanto tem na conta o contribuinte deve inserir o número do PIS/Paesp e logo em seguida cadastrar uma senha, acessando as informações constantes no sistema.

Últimas de Economia