Por marlos.mendes

Rio - Um dos fatores mais importantes para ajudar a decidir qual carreira seguir é manter-se informado. Existem quase 200 profissões para escolher, fora as possibilidades no ensino técnico. Tanto as práticas profissionais quanto o mercado de trabalho mudam em uma velocidade cada vez maior. Então, fazer a escolha como acontecia antigamente, baseada apenas no ‘achismo’ é um erro que pode resultar em insatisfação. É preciso informação segura sobre as profissões para que você consiga tomar a decisão com tranquilidade.

Um recurso interessante é procurar entre os amigos ou parentes algum profissional que tenha feito aquele curso que você pensa em seguir. Se não houver nenhum conhecido nessa condição, uma alternativa é ir até uma faculdade que tenha o curso pretendido e fazer algumas perguntas a professores e alunos. Conhecer as matérias dos cursos universitários que você pensa seguir também é uma boa providência.

Uma última possibilidade é procurar os integrantes de sindicatos e outras associações profissionais. Nessas entidades, será possível conversar com as pessoas que têm experiência em suas áreas de atuação e saber sobre salários, condições de trabalho e possibilidades de evolução na carreira. Já não faz sentido escolher a profissão apenas com base no que alguém ‘ouviu dizer’ ou naquilo que um amigo ‘acha’.

RENOVAÇÃO DO FIES NA SEGUNDA
O MEC vai abrir o Sistema Informatizado do Financiamento Estudantil a partir de segunda-feira, dia 9. Nova etapa trata de contratos do 1° semestre de 2017.

BÚSSOLA

ANALISE AS MATÉRIAS DO CURSO
Nessa busca por informação, é importante olhar com cuidado as matérias que cada curso universitário vai exigir dos estudantes. Muitas vezes, o estudante olha apenas para a profissão e esquece de checar o que acontece na faculdade. Um bom exemplo é o curso de Educação Física, que muitos alunos escolhem achando que tudo se resume à prática de esportes ou exercícios ao ar livre. Quando descobrem que que é preciso estudar Anatomia e outras matérias mais complexas, muitos se desiludem e desistem.

NOVO TIPO DE FORMAÇÃO TÉCNICA
O Ministério da Educação lançou o Médiotec, um braço do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), destinado a ofertar formação técnica e profissional a estudantes do Ensino Médio. Ao todo, serão ofertadas 82 mil vagas. Nessa nova modalidade, a formação é direcionada ao jovem do Ensino Médio e faz parte do Pronatec, mas traz a dupla certificação: o estudante conclui tanto o nível médio como o nível técnico.

INTERCÂMBIO CONTINUA EM ALTA
Mesmo durante o difícil ano de 2016, continuou grande a procura dos estudantes por intercâmbio. Estudar no exterior ainda é a meta de muitos jovens, que apostam na experiência internacional para aumentar o conhecimento. A grande procura faz nascer novas opções, como o intercâmbio que junta a prática de esportes aos estudos. Esse é o ‘Amaze Sports’, criado pela CI - Intercâmbio e Viagem. Otimismo é tão grande que empresa planeja passar de 100 para 200 lojas neste ano.

Você pode gostar