Sucesso nas Compras: Como começar um pequeno negócio?

A habilidade que temos é muito importante para desenvolver nossa atividade, mas tão importante quanto são a avaliação, o planejamento e a organização

Por O Dia

Rio - O brasileiro é um povo claramente empreendedor. Quase sempre em alguma fase da vida pensamos em ter o nosso próprio negócio. Somos criativos, trabalhadores e persistentes.

Em contrapartida, ainda que sejamos arrojados, temos pouca organização para fazer pesquisa de mercado quando se pensa em montar um novo ou o próprio negócio. A habilidade que temos é muito importante para desenvolver nossa atividade, mas tão importante quanto são a avaliação, o planejamento e a organização do negócio. 

Atividades complementares de renda são sempre muito bem vindas, seja numa época de crise ou não. Usar seus dons pessoais ou profissionais para ajudar na renda é de grande importância para todos nós.

Pergunta e resposta

“Sou servidora do estado, estou sem receber salário desde novembro e preciso recompor minha renda. Pensei em fazer salgados e vender para amigas, vizinhos e amigos de meus filhos. Ganhar algum dinheiro, mesmo que momentaneamente para pagar contas pendentes. Pode me dar dicas para não acabar me enrolando e perder dinheiro?” Maria, Rio Comprido

Comece bem devagar, sem muito investimento. Produza o que você sabe fazer de melhor em poucas unidades e variedades — um ou dois tipos de salgados e uma pequena quantidade . Capriche na apresentação e na embalagem e “cobre” um preço justo.

Para calcular seu preço de venda, trabalhe com uma planilha em que você detalhe cada matéria prima utilizada . Não esqueça de incluir o seu trabalho , as suas horas e dedicação. Isso tem um custo, pode e deve ser medido. Como por exemplo , qual seria o valor de sua hora de trabalho? 

Divida isso pelo valor diário de seu salário. E, por final, coloque uma margem de comercialização. É claro que você tem que observar os produtos similares vendidos para saber se seu preço final não vai ficar muito acima dos que os outros estão vendendo. Faça isso e observe a avaliação das pessoas. A partir daí você estará descobrindo um novo segmento de atuação que você poderá ou não dar continuidade e desenvolver um novo negócio.

Quintarelli é consultor do Grupo AZO

Últimas de Economia