Privatização da Cedae será discutida na noite desta quinta-feira

Grupo pluripartidário de oposição está atrasando a leitura dos vetos para adiar a discussão e votação do texto

Por O Dia

Rio - A sessão para discutir a venda da Cedae ocorrerá às 19h desta quinta-feira, na  Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Pela previsão inicial, a discussão seria na sessão da tarde desta quinta, porém, os deputados contrários à medida estão obstruindo a pauta.

O grupo pluripartidário de oposição à privatização da companhia está atrasando a leitura dos vetos para adiar a discussão e votação do texto da Cedae.

"Escolhia atender a oposição, e primeiro votar todos os vetos. Foi um pedido da bancada do Psol, através do deputado Paulo Ramos. Há uma controvérsia, há dúvida na decisão do Supremo. Coloquei inclusive os vetos que não estão vencidos, há quatro que só vencem no dia 19, mas mesmo assim coloquei", afirmou o presidente da Casa, Jorge Picciani (PMDB), nesta quinta-feira.

"Há uma impossibilidade de fazer a sessão ordinária com a pauta da Cedae e do salário mínimo, pois ainda tem vetos a serem superados", disse Picciani. A sessão dos vetos deve se estender das 15h até as 18h. 

Desde ontem, eles iniciaram esse movimento, o que levou à convocação de três sessões extraordinárias pelo presidente da Alerj.

"O Estado está no limite, ou encontra um caminho com a ajuda do Governo Federal, da proposta do plano da recuperação fiscal e volta a pagar os servidores em dia ou nós teremos uma gravíssima crise social, além de uma crise política e econonômica graves. Nós estamos vendo o que está ocorrendo em outros estados no sistema prisional, o que está ocorrendo no Espírito Santo então é necessário esse esforço. essa não é uma questão do governador Luiz Fernando Pezão, mas do Estado. Temos que fazer a nossa parte", comentou Piciani sobre a responsabilidade da Casa. 

Um protesto é realizado em frente à Alerj e o policiamento está reforçado. Ao meio-dia, poucos manifestantes estavam no local, mas a Rua Primeiro de Março foi interditada ao trânsito de veículos.


Últimas de Economia