Defensoria: bancos não devem usar recursos do FGTS para zerar dívidas

Agências da Caixa voltam a abrir cedo nesta terça

Por O Dia

Rio - Cinco bancos foram notificados ontem pela Defensoria Pública do Rio, Associação Brasileira de Procons e Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor para que não usem dinheiro transferido automaticamente de contas inativas do FGTS pagar quitar débitos de contas correntes ou poupanças de clientes.

Trabalhador com direito terá até 31 de julho para sacar na CaixaEBC

Segundo a coordenadora do Núcleo de Defesa do Consumidor da Defensoria, Patrícia Cardoso, por se tratar de verba alimentar, esse recursos não podem ser bloqueados quando entram na conta com saldo negativo. “Pode ser considerado confisco por parte dos bancos. E cabe até ação na Justiça. O que recomendamos é que o trabalhador saque o dinheiro do FGTS inativo e escolha, se for o caso, qual dívida deverá pagar”, afirmou.

Foram notificados Caixa, Banco do Brasil, Santander, Itaú e Bradesco que têm cinco dias úteis para se manifestar. Hoje, as agências da Caixa voltam abrir mais cedo para atender contas inativas.

Pode sacar trabalhador nascido em janeiro e fevereiro. O banco refez a estimativa de saques que devem ultrapassem a marca de R$ 35 bilhões, acima da projeção inicial de R$ 30 bilhões.

Últimas de Economia