Gilberto Braga: Demanda fraca afeta o comércio

Dois fatos que foram recentemente noticiados podem bem explicar esses antigos conceitos econômicos

Por O Dia

Rio - Muitas vezes quem não é especialista não entende quando os economistas explicam o funcionamento dos mercados ou a famosa Lei da Oferta e da Procura. Pois bem, dois fatos que foram recentemente noticiados podem bem explicar esses antigos conceitos econômicos.

O primeiro deles tem a ver com o fechamento do tradicional bar Petisco da Vila, que ficava na esquina do Boulevard 28 de Setembro e da Rua Visconde de Abaeté, e fechou no último dia 6, depois de funcionar por quase 50 anos.

O segundo exemplo é o anúncio de que a FNAC vai se retirar do Brasil. A distribuidora de origem francesa de Livros, CD, DVD e produtos eletrônicos, que operava no país desde 1999, colocou todas as suas lojas à venda e decidiu vender a operação a algum interessado. Obviamente a crise econômica contribuiu para essa decisão, mas isso não é suficiente para explicar tudo.

No caso do Petisco da Vila, o recrudescimento da violência urbana, o Maracanã fechado a maior parte do tempo nos últimos anos, a crise da Uerj e do Hospital Pedro Ernesto, além da mudança de hábitos dos antigos clientes, que migraram para os restaurantes em shoppings centers, completam a explicação do fechamento.

Já a FNAC vem assistindo as vendas de livros, CD e DVD despencarem nos últimos anos. Os antigos clientes do estabelecimento, que passaram horas em suas lojas, agora compram em lojas virtuais ou o consumo desses conteúdos passou para o formato digital, dispensando a função da loja física.

Não é difícil entender o que está acontecendo, mas é de cortar o coração dos mais antigos perceber que hábitos tão prazerosos, como tomar um chope numa esquina tradicional e ficar folheando livros nas estantes de uma livraria estejam desaparecendo das nossas vidas.

Gilberto Braga é professor de Finanças do Ibmec e da Fundação Dom Cabral

Últimas de Economia