Aposentadoria pode ser conferida pela internet

É possível verificar se INSS analisou documentos ou negou pedido de concessão

Por O Dia

Rio - O trabalhador que deu entrada no pedido de aposentadoria no INSS tem como acompanhar o andamento do seu requerimento sem sair de casa. Basta que acesse o da Previdência (www.previdencia.gov.br) ou ligue para a Central de Atendimento 135. Ao dar entrada no posto, o segurado já recebe o número de benefício e com ele vai acompanhar o andamento do processo no instituto.

Para verificar a tramitação pela internet é preciso informar data de nascimento, CPF, nome completo e senha de acesso. Na página na internet, há três status diferentes para o pedido de aposentadoria: é possível saber se foi concedida, se o pedido está sendo analisado ou se foi negado.

O INSS não pode desconsiderar as anotações da Carteira de Trabalho’%2C alerta Cristiane SaredoDivulgação

Vale lembrar que para dar entrada no benefício por tempo de contribuição, ou na aposentadoria por idade, é preciso agendar atendimento no posto do INSS pelo 135 e levar os seguintes documentos: Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) — principal documento do segurado —, identidade, CPF, comprovante de residência, todas as carteiras de trabalho atualizadas, NIT (Número de Identificação do Trabalhador) ou PIS/Pasep, o certidão de reservista (para homens). E, caso tenha contribuído como facultativo ou autônomo, os carnês pagos ou documentos que comprovem os pagamentos.

“É importante salientar que às vezes se faz necessária a apresentação de outros documentos para comprovação das atividades, mas isso depende de cada caso”, informa a advogada Cristiane Saredo, do escritório Vieira e Vieira Consultoria e Assessoria Jurídica Previdenciária.

“O INSS insiste em considerar somente o que consta no CNIS e muitas vezes desconsidera as anotações da Carteira de Trabalho, o instituto não pode fazer isso. É importante acertar o CNIS”, alerta a especialista.

E como fazer? Pela própria internet é possível, conforme informou O DIA na edição do último dia 13. No endereço eletrônico www.servicos.inss.gov. br, o primeiro tópico da página é o “extrato CNIS”. Ao clicar nesse ícone, abrirá uma aba em que estará escrito “Essa página precisa de autenticação”. Logo abaixo aparece o ícone “fazer login”. Quem já tiver login e senha cadastrados pode acessar o serviço.

Quem tiver solicitação negada deve entrar com recurso no instituto

O segurado que tiver o pedido de aposentadoria negado pelo INSS pode entrar com recurso no próprio instituto, aponta a advogada Cristiane Saredo. Primeiro, o caso vai para a Junta de Recursos, volta a ser analisado pelo INSS e, se ainda não for resolvido, passará para o Conselho de Recursos. 

“Depois disso, se não for deferido, a alternativa é entrar na Justiça para conseguir o benefício”, orienta.

Os benefícios previdenciários são pagos em até 45 dias após a apresentação da documentação pelo segurado, do cumprimento das devidas exigências e da perícia médica efetuada, no caso das aposentadorias por invalidez, especial e do deficiente, por exemplo, explicou a Previdência. Se o pagamento não for efetuado nesse tempo, o INSS precisa pagar a correção monetária correspondente ao período.

Quando a aposentadoria é concedida, o INSS envia ao segurado uma carta de concessão e a memória de cálculo que informa o local e a data de recebimento do benefício. Nesse documento, o segurado poderá verificar se os cálculos foram feitos corretamente.

É importante guardar bem o documento pois ele é necessário para futuras correções. O segurado tem dez anos para entrar com pedidos de revisão da aposentadoria do INSS caso haja algum erro.

Últimas de Economia