Câmara se prepara para votar o projeto de recuperação de estados

Pezão e Rodrigo Maia declararam que medida pode ser votada nesta quarta-feira

Por O Dia

Brasília - O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), declarou que o projeto de recuperação de estados falidos pode ser votado já nesta quarta-feira pela Câmara dos Deputados. Segundo ele, governadores e parlamentares avançaram "muito" nas negociações, mas ainda há alguns "probleminhas pequenos", relacionados a empréstimos já contratados pelos estados.

Pezão disse ainda que governadores do Nordeste temem que empréstimos já contratados sejam afetados pelo programa de recuperação fiscal, que exige algumas contrapartidas dos Estados, em troca da suspensão do pagamento da dívida com a União por três anos. "A gente quer ver se separa o que já foi contratado para a lei não impactar esses empréstimos", disse em entrevista na Câmara.

O governador afirmou também que o Ministério da Fazenda não abriu mão das três condicionantes exigidas dos Estados para que possam aderir ao programa de recuperação, que são: receita corrente líquida anual menor que dívida consolidada; despesas liquidadas com pessoal que somem, no mínimo, 70% da receita corrente líquida e valor total de obrigações maior que disponibilidades de caixa.

Mais cedo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também disse que o projeto pode ser votado hoje. Caso não seja, a proposta só poderá ser analisada pelos deputados após o feriado da Semana Santa. Da Câmara, a matéria ainda precisa passar pelo Senado, antes de seguir para sanção. Se os senadores mudarem o texto dos deputados, porém, o projeto terá de ser analisado novamente pela Câmara, a quem caberá a palavra final.

Últimas de Economia