Para evitar suspensão de sessão, Marun abre 'votação' sobre lanches a deputados

O deputado é presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência

Por O Dia

Brasília - O presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), convocou no início da tarde desta terça-feira, 9, uma votação um tanto inusitada no colegiado. O desejo era saber quais deputados eram favoráveis à encomenda de "lanches" para matar a fome dos parlamentares, diante do horário avançado e da perspectiva de votação de outros oito destaques, que podem alterar o texto-base da reforma.

Marun quer evitar a todo custo qualquer suspensão da sessão.

Na votação nominal dos famintos, Marun observou 16 pedidos por comida, mas ordenou a encomenda de 20 lanches. "Um xis salada com ovo", brincou.

O deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) discursou por mais generosidade. "Pede logo 30", disse. "Se vierem 30, eu vou comer dois", rebateu Marun aos risos.

A oposição cumpriu seu papel de se manifestar contrariamente, reclamando do cardápio. Gaúcho, o deputado Pepe Vargas (PT) brincou que preferia então uma picanha.

Últimas de Economia