Empréstimo de R$ 3,5 bi chega ao Rio em até dois meses após assinatura de acordo

Crédito será para acertar a folha de pagamento do funcionalismo e quitar décimo terceiro

Por O Dia

Rio - Com a aprovação da recuperação fiscal pela Câmara Federal e o envio do projeto ao Senado, está cada vez mais curto o caminho do governo para conseguir o empréstimo de R$ 3,5 bilhões. O crédito ajudará a acertar a folha do funcionalismo, incluindo o décimo terceiro, garantiu o secretário estadual de Fazenda, Gustavo Barbosa.

"A expectativa nossa é que (o recurso chegue) entre 45 e 60 dias a partir da assinatura", afirmou Barbosa, acrescentando que essa é uma operação complexa e que esse prazo pode flutuar.

Barbosa disse ainda que há possibilidade de os atrasados da Segurança, como horas extras e gratificações, serem quitados com a utilização desses recursos.

"O crédito é para liquidar todos os passivos de recursos humanos", assegurou o secretário, dizendo que, ao pagar 13º e o salário do mês-referência, o estado vai trabalhar para quitar os débitos com policiais civis e militares.

O empréstimo bancário terá o aval do Tesouro Nacional e as ações da Cedae como garantia. A Alerj aprovou, no início deste ano, projeto de lei do estado que autoriza a alienação das ações da companhia para viabilizar o empréstimo de R$ 3,5 bilhões.

Últimas de Economia