Imóveis a partir de R$ 102 mil no Feirão da Caixa

Serão ofertados 20.496 imóveis, sendo 16.301 imóveis novos e 4.195 usados, além de 12.225 unidades do 'Minha Casa Minha Vida'

Por O Dia

Rio - Os interessados em comprar um imóvel vão encontrar unidades com preços a a partir de R$ 102 mil no 13º Feirão Caixa da Casa Própria. 

A maioria dos empreendimentos ofertados terá valor entre R$ 130 mil e R$ 190 mil. Mas segundo a instituição financeira, o valor médio é de R$ 220 mil. O mais barato é um apartamento de dois quartos, sala, cozinha e banheiro, em Queimados, na Baixada Fluminense, que será vendido por R$ 102 mil.

O mais caro é uma cobertura de três quartos com uma suíte, sala, cozinha, banheiro e varanda, além de duas vagas na garagem, no Recreio dos Bandeirantes, avaliado em R$ 1,361 milhão.

O evento será de sexta-feira a domingo, no Pavilhão 2 do Riocentro, na Barra da Tijuca. A entrada é gratuita. Serão ofertados 20.496 imóveis, sendo 16.301 imóveis novos e 4.195 usados, além de 12.225 unidades que se encaixam no programa habitacional ‘Minha Casa, Minha Vida’ e Carta de Crédito FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Vale lembrar que os juros são a partir de 5% ao ano mais TR (Taxa Referencial) e o prazo de pagamento pode chegar a 35 anos. Em alguns casos, será possível comprar sem precisar dar entrada com recursos próprios, ou seja, usando o FGTS e o subsídio (desconto) do ‘Minha Casa, Minha vida’, que é de até R$ 47.500 e quanto menor a renda maior será o abatimento.

De acordo com a Caixa participam desta edição, 61 parceiros, sendo 21 imobiliárias, 35 construtoras e cinco correspondentes imobiliários, que funcionam com uma mini agência do banco para conceder o financiamento habitacional. Essas empresas agilizam ainda mais o processo para liberação do crédito.

Ontem, a Atitude Soluções Financeiras, especialista em crédito imobiliário, reuniu mais de 250 corretores no cinema do shopping Nova América para explicar como funciona o ‘Minha Casa Minha Vida’. O evento foi gratuito e tinha como objetivo preparar os corretores para o feirão.

“Há uma carência muito grande de empresas que atuam nesse segmento. O programa habitacional tem regras, mas com treinamento e prática a operação de concessão do empréstimo imobiliário se torna mais ágil, segura e transparente, valores que prezamos em nosso dia a dia”, explica Ilton Salgado, sócio da Atitude.

Para o gerente regional da Caixa, Anderson Martins Vieira, os correspondentes Caixa Aqui são importantes para a expansão da rede parceira e para aumentar a capilaridade de atendimento, permitindo que o cliente tenha acesso aos produtos e serviços da Caixa por meio de diversos canais. “A capacitação dos agentes visa oferecer mais qualidade no atendimento e nas concessões do financiamento imobiliário”, afirma Vieira. Atualmente, a Caixa conta com 8.899 correspondentes imobiliários no país, e 501 operam no estado do Rio de Janeiro.

Os bairros e municípios onde estão situados os imóveis são Tijuca, Méier, Água Santa, Vila da Penha, Del Castilho, Maria da Graça, Inhaúma, Campo Grande, Jacarepaguá, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Cosmos, Realengo, Colégio e Santa Cruz. Além da capital, municípios de Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Queimados e São Gonçalo.

Para requerer o crédito da casa própria, no feirão, basta levar documento de identidade, CPF, comprovantes de renda e de residência atualizados. Os interessados também podem obter informações em todas as agências da Caixa, no site www.caixa.gov.br ou pelo Serviço de Atendimento ao Cliente (0800 726 0101), disponível 24 horas por dia, inclusive nos fins de semana.

Últimas de Economia