Assim inicia atendimento de servidores

Funcionários trabalham para fazer a transferência de informações médicas

Por O Dia

Rio - A partir de hoje, os 58 mil servidores da Prefeitura do Rio que migraram de plano de saúde para a Assim já poderão ser atendidos. Esse grupo era atendido pela Caberj, que não fechou acordo com o Previ-Rio para a extensão do contrato, que terminou ontem.

O Grupo Assim ressaltou ontem que, “apesar do curtíssimo prazo para a identificação dos casos mais sensíveis”, como os pacientes com doenças crônicas, oncológicas, cirurgias marcadas e internados, mobilizou uma equipe de quase 100 pessoas apenas para atender essas situações. Os funcionários trabalham para fazer a transferência de informações médicas.

O superintendente geral do Assim, Carlos Leão, frisou o tempo que o grupo mantém contrato com a prefeitura — mais de 13 anos — e disse que a decisão de promover a migração reforça isso. “É a maior rede do Rio e possível de fazer a migração. Estamos atendendo com um prazo curtíssimo e um reajuste de 4,41%”, afirmou.

O principal alerta feito pelo grupo é para que os pacientes de casos mais sensíveis liguem para o telefone de atendimento: (21) 2102-979. O reforço na equipe é para atender especialmente a migração dos pacientes.

No caso de clientes já internado, por exemplo, a intenção é providenciar a transferência para médicos e unidades da Rede Assim. Porém, aqueles que não tiverem condições de ser transferidos (com risco de morte) permanecerão na unidade em que estão, sendo custeados pela Assim.

Pacientes oncológicos terão a continuidade do tratamento na rede, como pela Oncorio, com unidades na Tijuca, Madureira e Santa Cruz. Pacientes com cirurgias marcadas que tiverem com médico e hospital credenciados pela Assim , o procedimento permanece o mesmo. Caso contrário, a transferência será providenciada.

Últimas de Economia