Temer quer retomar tramitação da PEC 287

Base acredita em mais atraso na reforma

Por O Dia

Brasília - Em meio à crise política e denúncias de corrupção, o presidente Michel Temer tenta dar um tom de normalidade ao governo. Ontem, ele afirmou que a Reforma da Previdência será retomada.

“Temos de avançar na reforma, houve pequena parada agora, mas será retomada”, disse, durante cerimônia de sanção da lei que regulamenta descontos conforme o meio de pagamento.

Apesar do tom otimista, segundo a Agência Estadão Conteúdo?, interlocutores de Temer reconhecem que a pauta principal da Câmara no momento é aguardar o recebimento da denúncia contra o presidente apresentada pelo procurador-geral, Rodrigo Janot.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse, no entanto, que a PEC 287 pode ser votada no plenário da Câmara apenas em agosto. Isso mostra que a base aliada do governo já admite mais atrasos na votação da proposta. Ele afirmou que, para a reforma voltar à tramitação, o Congresso precisa superar a crise e analisar a eventual denúncia contra Temer. 

Últimas de Economia