União vai reaver R$ 8,6 bi dos precatórios

Dyogo Oliveira comemorou no Twitter a aprovação do projeto de lei que permite o resgate

Por O Dia

Rio - Em meio à ameaça de paralisação de órgãos da administração pública devido à restrição orçamentária, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, comemorou no Twitter a aprovação do projeto de lei que permite o resgate de precatórios não sacados por beneficiários no prazo de dois anos, segundo a Agência Estadão Conteúdo.

A medida é importante para trazer alívio ao quadro fiscal do governo, que é delicado diante do corte de R$ 39 bilhões em despesas que ainda está em vigor. O resgate dos precatórios vai injetar mais de R$ 8,6 bilhões nos cofres da União, segundo estimativas da área econômica. Oliveira comentou, no perfil do Ministério do Planejamento no Twitter, que a decisão dos parlamentares é “acertada e contribui para o ajuste das contas públicas”.

“A aprovação dos precatórios permite em um primeiro momento o atendimento de despesas urgentes e prioritárias para a manutenção de serviços públicos essenciais. Até 22 de julho, o governo vai divulgar o relatório de receitas e despesas do 3º bimestre com as alterações orçamentárias”, afirmou o ministro.

Últimas de Economia