Saque de contas inativas do FGTS pode ir além do dia 31

Trabalhadores que não conseguirem tirar o dinheiro por problemas que dependam exclusivamente da Caixa Econômica Federal poderão receber após a data limite

Por O Dia

Rio - O prazo para saque das contas inativas do FGTS termina no dia 31 deste mês. Porém, os trabalhadores que não conseguirem tirar o dinheiro por problemas que dependam exclusivamente da Caixa Econômica Federal poderão receber após a data limite. Segundo o banco, não haverá ampliação da data para situações alheias à instituição, como empregadores que não depositaram o valor do prazo.

Mas os beneficiários, por exemplo, que não encontraram o dinheiro todo que deveria estar depositado ou que tiveram problemas cadastrais ou surpreendidos por fraudes terão mais tempo para receber.

Segundo o banco, não haverá ampliação da data para situações alheias à instituiçãoEstefan Radovicz / Agência O Dia

Para que o dinheiro das contas inativas seja liberado, o trabalhador deve ir a uma agência da Caixa até o fim do mês. O beneficiário que solicitar o saque do saldo até o prazo será atendido normalmente.

Questionado pelo DIA, o banco listou duas situações em que o trabalhador pode encontrar dificuldade para receber e terá que extrapolar o prazo: nos casos de acerto cadastral e inclusão da data de afastamento. Ele terá que apresentar toda a documentação necessária até o dia 31 no banco, que fará a inclusão manual dos dados. O recebimento acontecerá em até cinco dias.

Por último, o trabalhador que solicitar o saque no exterior até o fim do prazo, em razão de procedimento legal, o trâmite da documentação leva alguns dias, portanto receberá os recursos posteriormente.

Últimas de Economia