Campanha incentiva uso de moedinhas

Aproximadamente 35% das ‘pratinhas’ emitidas desde 1994 estão guardadas em cofrinhos ou gavetas, por exemplo, correspondendo quase a R$ 1,4 bilhão

Por O Dia

Rio - O Banco Central (BC) lançou ontem a campanha “Caça ao Tesouro” para incentivar a circulação de moedas no país. Aproximadamente 35% das ‘pratinhas’ emitidas desde 1994 estão guardadas em cofrinhos ou gavetas, por exemplo, correspondendo quase a R$ 1,4 bilhão.

“A quantidade de moedas hoje alcança R$ 6,3 bilhões em valor, o que corresponde a uma disponibilidade por pessoa de R$ 31 em moedas, equivalente a 123 unidades por habitante”, disse o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn.

Ainda segundo ele, é papel do BC divulgar a necessidade de promover a recirculação das moedas. “O entesouramento além de contribuir para a dificuldade de troco, motiva a necessidade de produção de novas moedas, cujos custos têm sido crescentes. A recirculação de moedas contribui para a redução do gasto público”, disse. No ano passado, o gasto chegou a R$ 243 milhões.

Últimas de Economia