Secretário volta a defender Reforma da Previdência

Marcelo Caetano disse acreditar na aprovação da reforma ainda neste ano

Por O Dia

Rio - O governo Temer voltou a insistir na tese de ameaça de que se a Reforma da Previdência não for aprovada haverá dificuldades para manter em dia o pagamento de aposentadorias e pensões do INSS. Ontem o secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, repetiu o discurso que o governo adotou para convencer a sociedade, de que com o envelhecimento da população, a tendência é que o número de idosos provoquem custos que resultarão em cada vez mais gente para receber o benefício e menos trabalhadores para pagar a contribuição.

O secretário ressaltou que o governo tem trabalhado incessantemente para que o texto da reforma seja aprovado de acordo com o que foi definido na Comissão Especial da Câmara, mas reconheceu que a decisão está nas mãos do Congresso.

Marcelo Caetano disse acreditar na aprovação da reforma ainda neste ano e ressaltou que, se isso não ocorrer agora, as medidas terão de ser tomadas com mais intensidade no futuro para compensar o que deixou de ser feito.

Últimas de Economia