Santander vence leilão da folha da Prefeitura do Rio

Pregão ocorreu ontem, na sede administrativa do município, após contestações feitas na Justiça; banco presta o serviço desde 2006

Por O Dia

Rio - O Banco Santander venceu ontem o leilão da folha de pagamentos da Prefeitura do Rio e continuará com os serviço até janeiro de 2022. O lance mínimo era de R$ 490 milhões e a instituição financeira levou o pregão que ocorreu pela manhã, na sede administrativa do município, com a oferta.

A instituição financeira já opera as contas de servidores municipais do Rio desde 2006. E com o resultado do pregão de ontem, todos aqueles que têm vínculo com a prefeitura não terão que mudar de banco.

O total de servidores do município é de cerca de 200 mil entre ativos das administrações direta e indireta, inativos e pensionistas. Segundo a Secretaria Municipal de Fazenda do Rio, a folha bruta mensal da prefeitura gira em torno de R$ 920 milhões.

O pregão só ocorreu com aval da Justiça do Rio, após contestações feitas em ação popular proposta por Rogério Borba. A data inicial do leilão, inclusive, era 25 de agosto. Mas um dia antes, uma decisão da 1ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça (TJ-RJ) suspendeu a realização.

A Procuradoria Geral do Município (PGM) do Rio recorreu da decisão e conseguiu garantir, posteriormente (ontem), o certame no formato previsto pelo edital desde o início.

De acordo com integrantes da PGM, houve uma interpretação equivocada de trecho do edital por parte do autor do processo, inicialmente, pela Justiça, mas que isso foi revertido.

Últimas de Economia