BC reduz Selic para 7% ao ano, menor taxa da história

Em outubro de 2016, o início do ciclo de reduções, a taxa de referência estava em 14,25%

Por O Dia

Rio - O Banco Central reduziu, nesta quarta-feira, a taxa básica de juros Selic para 7%, uma queda de 0,5 ponto percentual, um mínimo histórico, alcançado em meio ao acelerado recuo da inflação.

O corte, dentro das expectativas da grande maioria de analistas, é o décimo seguido, e foi adotado por unanimidade entre os nove membros do Comitê de Política Monetária (Copom), indicou um comunicado do BC. 

A nota ainda deixa em aberto a possibilidade de um novo corte da Selic na próxima reunião do Copom, marcada para fevereiro de 2018. A instituição "vê, neste momento, como adequada uma nova redução moderada" da taxa. Em outubro de 2016, o início do ciclo de reduções, a taxa de referência estava em 14,25% - em um contexto que combinava recessão econômica e escalada da inflação. 

O patamar mais baixo anterior da Selic, de 7,25%, durou de outubro de 2012 a abril de 2013. Mas logo começou uma escalada, em meio à crise econômica e política e levou ao impeachment da presidente Dilma Rousseff no ano passado.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) alcançou um ápice de 10,67% em 2015, para cair a 6,29% em 2016 e 2,70% na evolução de 12 meses até outubro deste ano. Em junho, inclusive, foi registrado um índice negativo pela primeira vez desde 2006.

O mercado espera uma inflação de 3,03% até o fim do ano, quase no piso da meta da BC - cujo centro é de 4,5%, com margem de 1,5 ponto percentual para cima, ou para baixo. Em 2018, deve chegar a 4,02%.

Últimas de Economia