Carga tributária faz a ceia de Natal subir 57%

Não dá para escapar dos altos índices de imposto nos produtos mais comercializados nesta época do ano

Por O Dia

Rio - Faltando duas semanas para o Natal, os brasileiros já começaram a abastecer a despensa com alimentos e bebidas. Mas, apesar do esforço de algumas famílias em pesquisar preços para economizar, não dá para escapar dos altos índices de imposto nos produtos mais comercializados nesta época do ano.

Segundo levantamento feito pela empresa de consultoria e auditoria BDO, o percentual de tributos que compõem a ceia de Natal pode ultrapassar 57%. De acordo com o diretor da área de tributos da BDO, Valmir Oliveira, o valor dos produtos pode ter incidência de ICMS, PIS, Cofins e IPI. O espumante nacional tem impostos de 57,90%. Já os alimentos da categoria de peru, chester e pernil ficam com 25,41% de imposto e no panetone 21,25% do valor corresponde a tributos.

Últimas de Economia