Buquê de noiva conservado em lembrança

Florista oferece técnica de desidratação das flores para manter item preservado

Por O Dia

Técnica conserva buquê por até cinco anosDivulgação

Rio - Há um objeto que toda mulher gostaria de guardar como recordação do casamento: o buquê de noiva. O desejo, porém, esbarra na impossibilidade de se manter as flores vivas por muito tempo. Mas, para atender boa parte de suas clientes, a florista Monique Silveira, proprietária da loja Decorart, em Nova Iguaçu, desenvolveu uma técnica capaz de conservá-los por até cinco anos, num processo que ficou conhecido como desidratação de buquês.

O produto final pode ser conferido nas fotos ao lado. Após secagem e preparação das flores com elementos específicos, que Monique faz questão de manter em segredo, o buquê fica conservado dentro de uma caixa de madeira, protegido por um vidro. Dentro, podem ser incluídos objetos, como terços ou os bonecos dos noivos que decoram o bolo.

“As flores não ficam chapadas como se estivessem dentro de um livro. O formato do buquê é mantido em todas as dimensões”, destaca Monique Silveira.

Segundo a florista, o buquê deve passar pelo processo de desidratação em até dois dias após o casamento. Ele ainda pode ser dividido em dois, a partir da separação das flores e rearranjo em exemplares menores. “A sogra ou a mãe dos noivos podem ser presenteadas”, diz Monique.

Últimas de _legado_Empregos e Negócios