Tony Coelho: Turismo em alta, apesar da violência

Cerca de 60% dos que não conhecem a Cidade Maravilhosa afirmaram ter o desejo de fazê-lo, a maioria espera, inclusive, realizar a viagem em, no máximo, um ano

Por O Dia

Rio - O Melhor Réveillon do mundo vai ser maior. O Réveillon de 2017 será o prenúncio do que vai acontecer em 2018 no Rio de Janeiro a Janeiro. Primeiro, além do de Copacabana, que, mais uma vez, terá seu Réveillon produzido pela SRCOM, empresa que sempre traz brilho às suas realizações, como a abertura e o encerramento das Olimpíadas, o Rio terá Réveillons em outros bairros como Paquetá, Ilha do Governador, Flamengo e outros.

Além disso, a ideia é aproveitar a estrutura montada em Copacabana para a realização de um grande show, no dia 6 de Janeiro, que reunirá as baterias das Escolas de Samba do Rio e a Orquestra Sinfônica Brasileira.

Apesar da violência, turistas querem conhecer o RioDivulgação

Estamos no mapa

Há algum tempo atrás, parte da mídia desancou o trabalho da RioTur e o prefeito Crivella, em razão de um mapa constante em de um folheto da cidade, distribuído a turistas, que, segundo a mídia, escondia as comunidades.

A RioTur informou, na época, que os mapas foram feitos por uma cartógrafa licitada e que a retirada das comunidades não havia sido solicitação sua, mas que, apesar disso, faria as devidas correções, por entender que era correto. Assim o fez.

O que a RioTur não disse, mas a mídia poderia descobrir facilmente, é que tais mapas não provém da atual gestão do prefeito Crivella. Ou seja, o Presidente da RioTur, Marcelo Alves, apenas preocupou-se com a justa correção, mas não disse que o mapa não fora feito em sua gestão, por questões éticas.

O primeiro guia saiu há dez anos atrás, num trabalho da cartógrafa de Curitiba Mirian Isabel Say, que informou que fora contratada para fazer um trabalho informando pontos Turísticos oficiais da cidade. Os mapas, com a omissão das comunidades, foram distribuídos, portanto, pela gestão anterior aos turistas que estiveram na cidade na Copa das Confederações e em 2014 e 2016, na Copa do Mundo e Olimpíada. E, embora, já neles, como visto, não existisse imagens das comunidades cariocas, ninguém divulgou ou fez carga em relação ao trabalho.

Boa

A boa notícia é que a RioTur mandou refazer os mapas, inserindo as comunidades e vai distribuí-los a partir de agora, corrigidos. É ou não estranho que só tenham visto agora as faltas? Com o problema resolvido, finda essa discussão.

O importante é que a Riotur está inserindo de vez o Rio no mapa dos destinos mais desejados do Brasil pelos turistas do Brasil e do mundo. E isso ninguém apagará.

Curta

Há problemas graves na cidade. E os responsáveis devem ser cobrados. Mas buscar problemas, além dos reais, não é bom para a cidade nem para seus cidadãos. #vemprorio

Últimas de _legado_Empregos e Negócios