Exame Nacional do Ensino Médio irá mudar em 2017

Para definir as mudanças no processo, o MEC anunciou que no dia 10 de janeiro será feita uma consulta pública

Por O Dia

Rio - O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vai passar por mudanças. Para isso, o Ministério da Educação lança no dia 10 de janeiro uma consulta pública que vai definir quais são as modificações a fazer. No site do MEC, os interessados poderão discutir desde a quantidade de dias para a realização da prova até sugerir nova data ou conteúdos. “Também faremos um seminário com representantes da área técnica, como professores e educadores, que será no final de janeiro”, explicou o ministro da Educação, Mendonça Filho. “Queremos uma discussão dura”. É bom que os estudantes fiquem atentos para saber quais novidades serão apresentadas neste ano.

Uma boa notícia é que os inscritos no Enem vão conhecer mais cedo os detalhes da prova, incluindo as datas. O edital, que normalmente é divulgado entre os meses de maio e junho, no próximo ano será conhecido já em fevereiro.

Novas moradias de estudantes

Parece que vai ficar no passado aquele conceito das chamadas repúblicas, moradias temporárias para estudantes bagunçadas e sem conforto. A empresa ULiving Brasil lança no início de 2017 apartamentos mobiliados e confortáveis para receber os estudantes. “O morador tem o conforto de uma casa com serviços similares aos oferecidos por um hotel”, diz Juliano Antunes, CEO da empresa. A ULiving já tem apartamentos assim nas cidades de São Paulo e Sorocaba. E em 2019, lança um empreendimento em Macaé.

Estudar em outra cidade, sim ou não?

Quando o estudante não encontra na sua cidade o curso que deseja, a solução é mudar. Mas a decisão exige gastos, afastamento e chegada a um lugar desconhecido. Especialista da Stoodi, empresa de educação à distância, sugere que o estudante faça a si mesmo estas perguntas: 1 - É a carreira que você escolheu ou a segunda opção? 2 - Conhece a dinâmica da nova cidade? 3 - Está disposto a ter uma vida mais autônoma? 4 - Levou em conta os fatores financeiros?

Ensino técnico e profissionalizante

Enquanto o Ensino Profissionalizante não exige pré-requisitos e a duração não passa de alguns meses, para o Ensino Técnico é preciso ter concluído ou estar no Ensino Médio e o aluno leva em média dois anos. Os primeiro atende funções básicas. O segundo precisa de maior conhecimento teórico.

Últimas de _legado_Educação