Por nicolas.satriano

São Paulo - Existem muitos casos de esportistas que entram para o mundo da política, como Túlio Maravilha, Romário, Ademir da Guia e João Leite. É raro, porém, um jogador largar o futebol profissional aos 22 anos de idade para se candidatar, mas foi justamente o que aconteceu com Danilo Nicanor Pereira, popularmente conhecido como cover oficial de Neymar.

Danilo já atuou por Bragantino, Botafogo-SP, Patrocinense e, recentemente, estava no Ceilandense. A ideia de largar os gramados ainda tão jovem foi motivada pelas dificuldades que encontrou nos clubes pelo qual passou, e sua campanha no pleito de deputado estadual de São Paulo pelo PV (Partido Verde) é focada nisso, no esporte.

Cover de Neymar deixa futebol e entra na políticaarquivo pessoal

"Eu, meu pai e minha família toda sofremos muito. Desde quando eu tinha 12 anos de idade estamos nessa correria, vai para lá, vem para cá, fica ou não fica nos clubes, paga aqui, paga lá. E essa dificuldade no futebol me levou a entrar no mundo político para tentar mudar um pouco essa parte dentro do esporte", disse Danilo em entrevista exclusiva ao iG.

"Querendo ou não, existem muitas pessoas, assim como muitos jogadores que eu conheço, que já passaram fome, família vendendo casa, vendendo carro para dar para clube. Quero tentar mudar isso, para que não passem a mesma dificuldade que eu passei. O futebol em si é um dos focos principais da minha campanha", explicou.

"Eu, meu pai e minha família toda sofremos muito", disse o coverarquivo pessoal

O agora político e ex-jogador de futebol é também cover oficial de Neymar - aliás, é com esse nome que está sendo feita sua campanha. Danilo já participou de muitos comerciais e ações de publicidade ao lado do atacante do Barcelona e, mesmo com a distância, continua sendo requisitado pelas empresas de marketing.

No mundo político, Neymar cover ainda é inexperiente e sabe que conseguir sucesso na sua primeira eleição é uma tarefa difícil. Mas sua perspectiva é a de continuar tentando essa carreira, até mesmo para seguir os passos do ex-atacante Romário, deputado federal eleito em 2010.

"Essa é minha primeira batalha. Se não conseguir agora, daqui dois anos pretendo me candidatar a vereador. Eu deixei o futebol profissional de lado, mas quero lutar até o final pelo esporte. Se não der na política, que seja com projetos sociais, com associações. Meu foco é ajudar as pessoas e os jovens", disse Danilo.

"O que o Romário está fazendo é o que eu quero fazer também, é falar tudo o que tem que falar e não esconder nada de ninguém. Estando nessa função, dá para bater de frente. Concordei com o que o Romário falava sobre a Copa, sobre o dinheiro gasto com estádios, que poderia investir em outras áreas, como educação saúde. Me espelho muito nele dentro desse meio político, ele teve polêmica no esporte e agora tem para o bem do Brasil", finalizou Neymar cover.

Você pode gostar