Por nicolas.satriano


Rio - Um galpão irregular do candidato ao governo e deputado federal Anthony Garotinho, do PR, foi lacrado, nesta sexta-feira, por fiscais do Tribunal Regional Eleitoral. O local fica em São Cristóvão, na Zona Norte, e também continha propagandas irregulares de outros candidatos do PR.

A ação foi determinada pela coordenadora estadual da fiscalização, juíza Daniela Assumpção de Souza e, durante as apreensões, os fiscais do TRE encontraram placas com tiragem declarada inferior à quantidade encontrada, faixas em tamanho superior aos 4m² permitidos, seis computadores e documentos contábeis.

Galpão em São Cristóvão armazenava propaganda irregular de GarotinhoDivulgação / ASCOM TRE-RJ

Inclusive, uma das placas apreendidas apresentava Garotinho com o candidato a deputado estadual Fabiano Novaes, também do PR, e declarava a tiragem de 150 unidades, mas havia pelo menos 400 unidades do material.

Panfletos da candidata a deputada federal e filha de Anthony Garotinho, Clarissa Garotinho, do mesmo partido, informavam que o conteúdo tinha tiragem de 25 mil exemplares, embora estivessem em dezenas de caixas com 2.800 unidades cada.

Quantidade declarada era diferente da encontrada pelos fiscaisDivulgação / ASCOM TRE-RJ

Agendas, livros infantis, chinelos e outros produtos com o logotipo da loja Palavra de Paz, empresa com participação societária de Garotinho, além de três carros de som com propaganda dele, também foram encontrados.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) receberá o relatório dos fiscais para ajuizar as ações cabíveis.

Carro de som com jingle de Garotinho e Pezão também são apreendidos

Nesta quinta-feira, uma equipe de fiscalização da propaganda do TRE apreendeu, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, nove carros de som que circulavam a menos de 200 metros de escolas no centro do município e nos bairros de Nova Piam e Wona, o que caracteriza descumprimento de lei eleitoral.

Entre os veículos, estavam carros que circulavam divulgando jingles, por exemplo, dos candidatos ao governo, Pezão, do PMDB, e Anthony Garotinho, do PR. Veículos com jingles dos seguintes candidatos também foram apreendidos: Carlos Castilho (PSDC), Washington Reis (PMDB), Anjinho (PRP), Rosenverg Reis (PMDB), Marcelo Matos (PDT), Edmilson Valentim (PC do B), Beto Almada (PR), , Waguinho (PMDB), Eduardo Cunha (PMDB), Luiz Martins (PDT), Geraldo Moreira (PTN) e Luciana Novaes (PT).

A operação contou com a participação de oito fiscais do TRE  e foi realizada em conjunto com a Polícia de Trânsito (APTran) do 39ª Batalhão de Belford Roxo. A irregularidade praticada pelos candidatos citados acima está sujeita à cassação do registro ou diploma e declaração de inelegibilidade.

Você pode gostar