Justiça dá liminar contra Pezão para suspensão do Gabinete Itinerante

Governo terá que entregar em 48 horas cópia de formulários preenchidos e tire do ar vídeos relacionados ao programa

Por O Dia

Rio - A Justiça Eleitoral acolheu pedido de liminar para que o governador e candidato à reeleição Luiz Fernando Pezão suspenda o projeto do Gabinete Itinerante. Nesse programa, Pezão percorre os maiores colégios eleitorais acompanhado de secretários e recebe a população para saber as demandas em cada uma das localidades. Entre 28 de abril e 16 de junho, Pezão esteve em nove cidades — todas na Baixada, com exceção de São Gonçalo.

A Justiça determinou que o governo entregue em 48 horas cópia de formulários preenchidos durante os gabinetes itinerantes e tire do ar vídeos relacionados ao programa. Em caso de descumprimento, deve ser determinada a busca e apreensão das fichas.

De acordo com a denúncia da coligação Frente Popular, do concorrente Lindberg Farias (PT), e acatada pelo juiz Alexandre Mesquita, o programa utilizava dinheiro público e servidores do estado para promover a imagem de Pezão. A denúncia lista vídeos postados no canal do governo e do próprio candidato na internet. Num deles, Pezão dá a camisa do Botafogo a um menino quando esteve em Queimados.

Na decisão, o juiz afirma que a ação “pode caracterizar possível abuso de poder político” e que, embora esteja com a “máquina pública” nas mãos, ele “não pode valer-se da estrutura do estado para promover sua candidatura”. A assessoria de campanha informou que Pezão vai recorrer da decisão do juiz. “Me admiro o Lindberg. Assim que acabar a eleição, voltarei a fazer”, retrucou Pezão.

Últimas de _legado_Eleições 2014