Dilma vem ao Rio de Janeiro fazer campanha

Presidenta vai a São Gonçalo com Crivella e fará comício com Lindberg, na Central, daqui a 15 dias. Pezão critica rival petista

Por felipe.martins

Rio - Não será hoje que Lindberg Farias (PT), que concorre ao governo do estado, caminhará ao lado da presidenciável Marina Silva (PSB). Neste primeiro compromisso público no Rio, ela irá à Rocinha com Romário e se encontrará depois com a juventude do partido. O plano é que o petista e a presidenciável se encontrem, em um outro momento, numa agenda de Romário.

A aproximação entre Lindberg e Marina sofre, no entanto, pressão do PT nacional,que vê na ex-senadora ameaça à reeleição de Dilma Rousseff. O PT do Rio resiste. “Não foi nossa campanha que decidiu apoiar candidato de outro partido. Foi Dilma quem abraçou Pezão. Portanto, não pode ficar chateada nem exigir desprezo à Marina”, retrucou uma liderança do PT fluminense.


Depois de vir ao Rio para fazer campanha, primeiro, ao lado do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e , depois, com Anthony Garotinho, a presidenta virá na segunda semana de setembro para um comício na Central do Brasil com Lindberg. Antes, na semana que vem, Dilma virá a São Gonçalo cumprir agenda com Marcelo Crivella (PRB).

Em campanha ontem pelo interior do estado, em Macaé, o governador Pezão criticou o rival do PT. A campanha de Lindberg entrou com ação contra o Gabinete Itinerante, um programa do governador. “Eu vou olhar para todos os cariocas e fluminenses, mas vou olhar especialmente para aquelas pessoas que mais precisam do governo”, disse Pezão. Ele voltou ainda a defender que a verba dos royalties do petróleo permaneçam no estado.

Últimas de _legado_Eleições 2014