Tribunal Superior Eleitoral rejeita pedido de tropas federais para o Rio

Por unanimidade, TSE não atendeu à solicitação do TRE-RJ

Por O Dia

Rio - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta quinta-feira o pedido de envio de tropas federais para auxiliar na segurança da campanha eleitoral no estado. A solicitação foi feita pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ). A decisão foi unânime entre os sete ministros do TSE e abrange os 18 municípios do estado para os quais havia pedido de envio de militares. O ministro relator Henrique Neves disse, na audiência, que entrou em contato com o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, que lhe comunicou que a situação do estado não necessita de ajuda das tropas federais.

Pezão fez campanha ontem no Largo da Taquara%2C em JacarepaguáDivulgação

Em nenhum momento da sessão, o ministro citou o relatório da Secretaria de Segurança do Rio anexado ao pedido do TRE-RJ, que apontou 41 áreas dominadas pelo tráfico e milícia, onde os candidatos estão com dificuldade para fazer campanha. O levantamento serviu de base para que o TRE do Rio votasse pelo pedido de apoio. Segundo a assessoria de imprensa do TSE, a decisão não impede que o TRE peça ajuda para outros municípios do Rio que não foram citados neste processo.

Em entrevista ontem ao DIA, o governador e candidato à reeleição, Luiz Fernando Pezão (PMDB), disse que a presidenta Dilma Rousseff virá ao Rio nos próximos dias para anunciar a permanência do Exército no Complexo da Maré. O governador afirmou que, até dezembro, instalará a primeira UPP no local. Esta já é a quinta vez que o governo marca uma data para a implantação da UPP.

O governador também acusou o candidato Anthony Garotinho (PR) de “sempre ter compactuado com a milícia”. O governador disse que agirá “como um soldado” de Dilma Rousseff no Rio para angariar votos para a sua chapa e que fará o possível para que os políticos de seu partido que apoiavam Aécio Neves (PSDB) migrem para a campanha da presidenta ainda no primeiro turno.

Últimas de _legado_Eleições 2014