Por bferreira

Rio - O almoço já descia à mesa do trabalhador quando o candidato André Veiga, do PT do B, apresentou sua proposta: vomitou lentamente um líquido esverdeado, que acabou explodindo na cara do telespectador. Sai desse corpo, coisa-ruim!

Que tipo de comida o pessoal do PT do B anda servindo no estúdio%3FReprodução

Quem sugere é Savério, candidato a federal pelo PPS. “Para não perder de goleada, é preciso reformar o intelecto do brasileiro”. E o pessoal botando a culpa no Felipão.

A propósito: Bebeto Tetra passa longe da superstição e concorre com o número 77777.

Na luta por cadeira na Alerj, Gerson Bergher oferece parábola na granja do PSDB: “A época eleitoral me faz lembrar o galo que prometeu tudo para conquistar a galinha e depois disse: que me cortem a crista se eu prometi alguma coisa”.

A quem possa interessar, Gerson nasceu em 1925. O candidato Vovô, do DEM, ainda era um projeto na família.

Falando na terceira idade, valeu ao governador apostar em Dona Ecy, que cuidou das plantas na televisão e bombou no Facebook. Comentário pescado na linha do tempo pela coluna: “Achei fofinha a mãe do Pezão, votava na veia”.

É tendência, pelo visto. Outro dia foi assim: “Sou Zuleika Mulher Guerreira. Confirma, papai?”. E o coroa, fazendo sinal de positivo: “Confirmo”.

Não vamos desistir do horário eleitoral.

Você pode gostar