Por nicolas.satriano

Rio - A nova rodada de pesquisas divulgada pelo Instituto Datafolha mostrou um empate técnico, no segundo lugar, entre Anthony Garotinho (PR) e Marcelo Crivella (PRB). O ex-governador caiu três pontos percentuais, de 24% para 21%, e viu sua diferença em relação ao senador, que tem 17%, cair para apenas quatro pontos.

Briga por segundo lugar nas eleições para governo do Rio fica mais acirradaDivulgação

Como a margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, para mais ou para menos, ambos estão tecnicamente empatados.

O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) segue na liderança, com 30%, um ponto a menos que na pesquisa anterior. Lindberg Farias (PT), que subiu dois pontos e atingiu pela primeira vez 13% das intenções de voto, ficou empolgado com a pesquisa.

“O Garotinho está despencando e não vai para o segundo turno. Minha distância para ele já foi de 20 pontos e agora é de apenas oito. Sou o único capaz de derrotar Pezão. Peço ao eleitorado fluminense, que se cansou de Pezão e Cabral, que vote Lindberg no domingo”, disse o candidato petista.

Outra surpresa da pesquisa foi o crescimento de Tarcísio Motta (Psol) que vinha oscilando entre 1% e 3% e agora apareceu com 6%. Dayse Oliveira (PSTU) continua com apenas 1%, e Ney Nunes (PCB) não atingiu 1%. O percentual de eleitores indecisos é de apenas 5%, e 8% dos entrevistados pretendem votar em branco ou anular o voto.

A pesquisa fez também três simulações de segundo turno. Na hipótese de uma disputa entre Pezão e Garotinho, o atual governador venceria por 52% a 30%. Se a disputa for com Crivella, outra vitória de Pezão: 47% a 39%.

Na terceira simulação, entre Crivella e Garotinho, a vitória seria do senador do PRB por 49% a 30%. O Datafolha ouviu 1.496 eleitores entre 1º e 2 de outubro em 36 municípios. A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-00933/2014.

Veja a pesquisa anterior: Pezão mantém vantagem na disputa para governo do Rio


Você pode gostar