Niterói tem votação lenta com sistema de biometria

Eleitores queixam-se das longas esperas e filas

Por O Dia

Rio - Utilizado pela pela primeira vez em Niterói, o sistema de biometria para as eleições atrasou as votações nas zonas eleitorais da cidade, causando longas filas e irritando os eleitores. No estado do Rio, a biometria também já foi implementada em Búzios no último pleito, em 2012. 

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) , o processo biométrico é mais lento devido à dificuldade na coleta da digital. "Quando ocorre algum problema e há essa dificuldade na coleta, a conferência é de até 8 vezes. Se depois de 8 vezes lançada, a digital do eleitor tiver ainda sem habilitação, o presidente, com a senha, habilita aquele voto. E isso demora mesmo", declarou a diretora geral do TRE-RJ, Adriana Brandão. 

No Colégio MV1, em Niterói, lentidão na votação e filas longas por conta do sistema de biometriaLeitor Thiago Costa

Já pela manhã, foram registradas as primeiras reclamações. Há 28 anos votando em Niterói, o professor Thiago Costa, 47, se surpreendeu este ano: "Eu nunca vi filas na minha zona eleitoral. Esta foi a primeira vez, e houve muita confusão. Só na quadra da escola, as seções se misturaram de tanta gente na fila de espera, que não andava", declarou ele, que vota no colégio MV1, na Rua Gavião Peixoto, em Icaraí. 

O problema levou ainda algumas seções a fazer o processo manualmente para evitar ainda mais lentidão. Para a advogada Helena Santos, 36, que vota no Ingá, não houve bom planejamento para implementação da biometria: "Se querem testar esse meio, ele deveria ser mais eficaz. eu nunca vi tanto problema para votar como desta vez", queixou-se. 

A biometria identifica o eleitor pela digital e já está vigente em 762 municípios do Brasil, sendo dois no estado do Rio - Búzios e Niterói. O objetivo do sistema é garantir mais seguranças às eleições. 

Últimas de _legado_Eleições 2014