Por thiago.antunes

Rio - O vice-presidente da República, Michel Temer, declarou em entrevista no Palácio Guanabara, na noite desta segunda-feira, que a presidenta Dilma Rousseff não deve subir no palanque de nenhum dos candidatos do segundo turno ao governo do Rio. Disputam o pleito o candidato à reeleição Luiz Fernando Pezão (PMDB) e Marcelo Crivella (PRB), que bateu Anthony Garotinho (PR) nas eleições desde domingo

"Dilma tem apreço pessoal e político pelo governador. É natural que pelo Crivella também, que foi ministro de seu governo e a apoia. A tendência é que ela não suba ao palanque de nenhum dos dois candidatos, mas isso ainda não está decidido", revelou Temer.

Sobre as eleições para a Presidência, Michel Temer disse que Aécio Neves (PSDB) deve ser respeitado pelo número de votos que conseguiu no primeiro turno e comentou uma possível aliança com Marina Silva (PSB). "Ele precisa ser respeitado pelo número de votos que conseguiu nas urnas. Quanto à aliança com Marina, estamos em um momento de conversação. Não é possível adiantar qualquer coisa", finalizou.

Você pode gostar