Em São Gonçalo, Pezão evita comentar pesquisas e reclama conquistas para o PMDB

Governador defende que Rio passou a ser o 'campeão' na 'briga' por recursos de Brasília depois de gestão peemedebista

Por O Dia

Rio - O candidato ao Palácio Guanabara, Luiz Fernando Pezão (PMDB), em campanha no centro de São Gonçalo, na tarde desta terça-feira, aproveitou para comentar pesquisas e defender que recursos financeiros voltaram para o estado do Rio depois de administração peemedebista.

À frente 12 pontos na pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira, Pezão evitou falar de favoritismo e disse que nunca comentou pesquisa, mesmo quando tinha 4%:

"Eu acho que a população está observando quem tem proposta de governo, quem conhece o estado. Eu conheço os 92 municípios e os gestores, os vereadores. Estou sempre em contato com a população. Eu andei nesses sete anos e meio nos municípios."

Pesquisa Ibope: Pezão tem 46% e Crivella, 36%

Pezão evita falar de pesquisas: "Nem quando eu tinha 4% eu comentava"André Luiz Mello / Arquivo Agência O Dia

Durante a caminhada em São Gonçalo, o atual governador disse não discriminar qualquer município, mesmo que hajam divergências partidárias:

"Aqui (São Gonçalo) é uma cidade que o prefeito apoia o meu adversário e é a cidade que a gente mais investe. Eu acho que essa é grande conquista que a gente deixou para esse estado, não discriminar gestor por ele não ser de um partido coligado com a gente. A população tem observado muito isso. Em primeiro lugar está a população."

Segundo Pezão, o estado perdeu muito com disputas entre partidos, o que teria levado o Rio a ser o 18°, 19º e até 21º estado na fila para receber recursosde Brasília. Hoje, o candidato defende que com o PMDB o estado foi o campeão de receber recursos do DF por cinco anos seguidos.

Últimas de _legado_Eleições 2014